Microsoft x Inteligência Artificial

A Microsoft tem criado produtos e serviços que usam a inteligência artificial para melhor entender, prever e responder às necessidades das pessoas. Quando Bill Gates e Paul Allens fundaram a companhia há mais de 40 anos, o objetivo era tornar acessível a todos os benefícios dos softwares de computação – naquela época confinados em computadores de grande porte. Hoje, a Microsoft procura fazer o mesmo com a inteligência artificial.

Se você usou o Office 365 e/ou o Microsoft Word recentemente, a inteligência artificial provavelmente ajudou a fazer uma redação mais concisa, corrigiu erros de gramática e informou o significado de uma sigla.

A inteligência artificial é, basicamente, a capacidade de uma máquina de reconhecer imagens e palavras e raciocinar e aprender de modo similar ao das pessoas. Dessa forma, ela consegue abordar problemas que não podíamos resolver antes e liberar o tempo das pessoas para tarefas com maior valor. A Cortana, assistente digital inteligente da Microsoft, é um bom exemplo disso.

20180711_microsoft

Em breve, a Cortana será capaz de executar tarefas como organizar e-mails e oferecer um resumo dos mais importantes enquanto você prepara o jantar. Isso será possível porque ela foi treinada a partir de conjuntos de dados massivos e anônimos para entender o que pode sinalizar que um e-mail é importante. Em seguida, ela aprenderá especificamente quais e-mails podem ser importantes para você com base em seu comportamento e suas preferências.

A abordagem da Microsoft com relação à inteligência artificial se baseia em três pilares. O primeiro é a inovação de liderança, tomando a dianteira na pesquisa e desenvolvimento de sistemas de inteligência artificial. A segunda é construir plataformas que tornam a inteligência artificial mais rápida e acessível. Mais de 760 mil desenvolvedores de 60 países usam o Cognitive Services, por exemplo, para criar aplicativos que fazem coisas como reconhecer gestos, converter fala em texto ou identificar e legendar imagens. A terceira é desenvolver uma abordagem de confiança para que a inteligência artificial seja desenvolvida e implementada de maneira responsável.

Fonte: TechTudo

Gostou de nosso post de hoje? E o que acha da Cortana em breve, poder organizar os seus e-mails? Deixe um comentário abaixo sobre o assunto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *