Inteligência artificial X Apocalipse robô

fantasy-2861815_1920

Em 2050, cada ser humano será o centro de um mundo assistido pela inteligência artificial até o menor dos detalhes, de acordo com um especialista. Os assistentes digitais regularão desde o conteúdo da geladeira até a temperatura da sala. A televisão difundirá imagens do seu programa favorito assim que você entrar no quarto. O automóvel não terá motorista e seu ‘barman’ provavelmente será um androide.

Os avanços sensoriais e visuais na robótica terão permitido a criação de fábricas inteligentes capazes de tomar decisões em tempo real. Não terão operários, só supervisores. As profissões jurídicas, o jornalismo, a contabilidade e o comércio varejista serão relacionados: a IA se encarregará da parte ingrata do trabalho.

Os boatos do tão temido Apocalipse Robô:

Com medo do apocalipse robótico que podemos sofrer em um futuro próximo quando a Skynet despertar? Pode ficar tranquilo porque, se depender do ex-CEO da Google, esse cenário não deve acontecer tão cedo. Falando na Munich Security Conference, Eric Schmidt disse que nossas preocupações só devem começar daqui a dez ou vinte anos.

Ainda sobre esse cenário, Schmidt deixa claro que, para ele, esse é um cenário improvável, embora certamente não impossível. O motivo para tão poucas preocupações? Basicamente, ele acha que a IA pode ajudar a nos tornar mais inteligentes, mas não acredita que os robôs devem ser colocados na posição de tomar decisões de vida ou morte, justamente por serem incapazes de se adaptar às situações ou improvisar.

Diariamente, no entanto, surgem novas notícias da evolução da inteligência artificial. Caso essa tecnologia esteja disponível nas mãos de alguém sem tanta preocupação ética, dando liberdades de parâmetros e limites aos robôs, um cenário similar à Skynet de O Exterminador do Futuro não parece tão impossível. “Será uma nova forma de vida que supera os humanos”, alerta Hawkings.

E você? O que acha desse futuro robótico apocalíptico ?

FONTES: Galileu e Tribuna

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *